Palestras

Bate Papo

A ação educativa “A experiência de ter câncer na adolescência: bate-papo com jovens em tratamento” nasce da espontânea vontade de compartilhar e inspirar, por meio de narrativas de jovens em tratamento, que, ao compartilharem sua história de vida e enfrentamento da doença, revigoram suas forças e alimentam sua autoconfiança, o que contribui muito para a condução do seu próprio tratamento.

O bate-papo  é uma maneira de disseminar informação por meio de narrativas de vida, o que tem se mostrado bem produtivo e atraente. para o público adolescente. Além deste diferencial, o projeto inova por envolver na “conversa” os jovens, que conversam como iguais, perguntam da forma como têm vontade, o que possibilita uma boa troca e boa assimilação. O jovem, ouvinte da palestra, espontaneamente, irá informar os pais (caso não tenham participado do bate-papo), e essa informação, transmitida pelo próprio filho, ecoará bem mais.

A arte de (re)contar a própria história

A palestra objetiva motivar as pessoas a realizarem seus empreendimentos de vida (pessoais e profissionais) por meio da percepção de que é possível criar oportunidades para si mesmo, revisando os recursos e desenvolvendo recursos internos para alterar rumos.

Uma revisão profissional e pessoal, se processa conforme a palestra evolui e a ‘lição’ (se pudéssemos depreender dessa forma) que é extraída é o quanto pode ser necessário e eficaz (na busca de equilíbrio e felicidade) contar (recontar ou contar de outro jeito), reescrever a própria história.

Sensibilização ao Voluntariado

Com o intuito de sensibilizar pessoas no tocante ao trabalho voluntário corporativo, a palestra de Sensibilização ao Voluntariado é voltada para empresas e empreendimentos diversos.

Empreendedorismo Social e Empoderamento feminino

A palestra tem o objetivo de ressaltar temáticas que envolvem o empreendedorismo social, sensibilizando e conscientizando sobre a importância deste ramo inserida no âmbito empresarial. Além disso, expõe-se sobre a relevância do empoderamento feminino, e sobre a necessidade de abrir espaço e discutir sobre esse tema fundamental na atualidade.